Campanha de Prevenção ao Coronavírus Governo de Rondônia
Campanha de Prevenção ao Coronavírus Governo de Rondônia

Uma ação em conjunta entre os policiais civis da Delegacia de Homicídio de Porto Velho e do Estado de Goiás resultou na prisão de Cleber Marinho Carvalho, de 22 anos, acusado de ter matado com um tiro na cabeça Eudezia Martins de Oliveira Feitosa, de 49 anos, na noite do dia 25 de julho de 2017, durante uma briga em um bar localizado na Avenida Calama com Rua Daniela, Bairro Aponiã, na Capital rondoniense. O comparsa e pai dele, Josué Marinho Batista, de 49 anos, está sendo procurado.

Durante as investigações, os policiais apuraram que no dia do crime Cleber e seu pai, Josué, estavam ingerindo bebida alcoólica no bar, quando Eudezia e seu esposo, que eram proprietários do estabelecimento, chegaram e não cumprimentaram Josué.

Campanha de Prevenção ao Coronavírus Governo de Rondônia

Com raiva, ele questionou o homem e os dois começaram a discutir. Eudezia pedia que os dois se acalmassem e pai e filho saíram do bar, mas cinco minutos depois, Cleber voltou armado, junto com o pai, para matar o esposo de Eudezia, mas acabou efetuando um disparo na cabeça da mulher e, em seguida, os dois fugiram. Ela chegou a ser socorrida até o pronto-socorro, mas não resistiu e dias depois morreu.

Oliveira Atacarejo

Ainda de acordo com a Polícia, após o crime Josué, Cleber e seus familiares venderam todos seus bens e foram embora do estado. Durante as investigações, os dois foram apontados por testemunhas como os autores do crime e os policiais descobriram que Cleber Marinho Carvalho estava morando e trabalhando em Goiânia, “vivendo uma vida tranquila como se nada tivesse acontecido”, explica o delegado Vinicius Lucena.

A Polícia do município onde o criminoso estava foi informada, o localizou e conseguiu prendê-lo. Os policiais informaram o juiz sobre a prisão de Cleber e agora esperam a autorização para fazer a transferência do criminoso para Porto Velho.

Agora, os policiais pedem ajuda da população para localizar e prender o foragido Josué Marinho Batista. A denúncia pode ser feita através do disque denúncia 197 sem se identificar.

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560