Criança fica sem movimentos das pernas após tentar separar briga da mãe com o pai ao ser empurrada pelo agressor

A criança foi levada pela própria guarnição da polícia militar para o Hospital Infantil Cosme e Damião

271
Super Ótica, Fone: (69) 3451-2164

Durante a noite de Domingo (08), uma criança de 10 anos, ficou sem os movimentos das pernas ao tentar separar a briga de sua mãe com o pai identidicado como Wanderson R. S., 30 anos, que é apenado e monitorado por tornozeleira eletrônica da secretaria de justiça, que teria empurrado a criança contra uma parede e a mesma bateu com a cabeça ficando imóvel ao solo sem poder se levantar.

A Polícia Militar foi acionada para se deslocar até uma residência localizada na Felipe Camarão, bairro Mariana, para atender uma ocorrência de lesão corporal violência doméstica. Quando os PM’s chegaram no local questionaram tanto o suspeito se estava acontecendo alguma coisa, ele disse que estava tudo bem, mais logo a mulher dele chegou pedindo ajuda para que os policiais levassem sua filha para o hospital, pois Wanderson teria empurrado a menina contra uma parede e a mesma não estava conseguindo andar.

Oliveira Atacarejo

A vítima já estava na casa de um vizinho que prestava os primeiros socorros. Os policiais colocaram a vítima dentro da viatura e a levaram para o Hospital Infantil Cosme e Damião para que pudesse ser avaliada pelo médico de plantão. O suspeito recebeu voz de prisão e verificado que sua esposa também estava lesionada com cortes pelo braço entre outras partes do Corpo.

A criança permaneceu internada sob observação médica. A mãe e o suspeito foram conduzidos para central de flagrantes onde à mulher teria negado as agressões sofridas e omitido ajuda a sua filha após ser agredida pelo pai e ficará à disposição do delegado de plantão.

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560