Super Ótica, Fone: (69) 3451-2164

O Senado Federal deve votar nesta terça-feira (24) a reforma da Previdência em primeiro turno. A expectativa é de uma aprovação tranquila, beirando os 60 votos – são necessários pelo menos 49 favoráveis – mas os senadores devem passar o dia inteiro por conta da pauta.

Primeiro, a PEC precisa passar por nova votação na Comissão de Constituição e Justiça, já que o relator, senador Tasso Jereissati (PSDB), apresentou um novo relatório acatando uma das 77 emendas sugeridas.  Foi retirada do texto a cobrança sobre a gratificação de desempenho de servidores federais, estaduais e municipais. De acordo com Tasso, a mudança não prejudica a economia prevista pela reforma.

Logo após a aprovação na CCJ, começa a votação em plenário, com a expectativa de que os senadores concluam o primeiro turno não só com a análise do texto principal, mas também de destaques na própria terça-feira. A tendência é que a atual versão da proposta se mantenha.

Oliveira Atacarejo

Caso se confirme a aprovação nesta semana, deve haver um intervalo de quinze dias para a votação em segundo turno. Durante esse tempo, o Senado faz mais três sessões de debates em torno da proposta, após um interstício de outras cinco sessões plenárias. A promulgação do texto principal da reforma da Previdência está prevista para o meio de outubro.

Fonte: Jovem Pan *Com informações do repórter Levy Guimarães

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560