Um garoto de 13 anos entrou para a fila de espera por um transplante de rim, após sua mãe, que planejava fazer a doação, ser assassinada pelo pai. Com isso, uma amiga da família criou uma campanha promovida no Facebook e GoFundMe para arrecadar fundos para o tratamento do menino e encontrar um novo doador.

Kincaid Eaker, de 13 anos, atualmente mora em Tennessee com os avós e a irmã mais velha, Olivia. Ele tem uma doença renal crônica e genética chamada Doença Renal Policística, causa da morte de dois irmãos ainda bebês.

Oliveira Atacarejo

A mãe do menino, Audra Eaker, já havia feito o teste de compatibilidade e sabia que em algum momento precisaria fazer a doação para salvar a vida do filho. No entanto, em 2016, foi assassinada a tiros pelo marido, Darrell Eaker. Dois anos depois, o homem foi julgado e condenado à prisão perpétua.

Agora, a doença de Kincaid avançou e ele precisa fazer o transplante. Brandy Love, amiga de Audra, tenta ajudar o garoto a encontrar um doador. “Olhando para ele, você nem perceberia que está doente. Kincaid toca saxofone e faz parte da equipe de natação, mas está com os rins em 19% de funcionando”, contou Love na página criada na plataforma de
crowdfunding.

Ela também contou: “Nascendo com essa [condição], sabíamos que ele precisaria de um transplante no futuro, simplesmente não sabíamos quando. Felizmente, a medicação ao longo de sua vida o manteve estável. Esperávamos que levaria mais alguns anos. A hora chegou!”.

Além da procura por um doador, ela espera arrecadar fundos para cobrir o tratamento do garoto, que precisa viajar a Atlanta com frequência. “Eu tenho que encontrar ajuda para esta família! Eu tenho que encontrar um rim para Kincaid! Sinto que, com a morte da minha melhor amiga, é isso que posso fazer para honrar sua vida”, escreveu Love.

Até o momento, a campanha conseguiu levantar US$17 mil (cerca de R$71 mil), tendo como meta 60 mil dólares (250 mil reais).

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560