A atriz Regina Duarte aceitou, nesta quarta-feira (29/01/2020), o convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir a Secretaria Especial da Cultura, órgão vinculado ao Ministério do Turismo.

Ela foi convidada por Bolsonaro para assumir a pasta no lugar de Roberto Alvim, demitido na semana passada, após a repercussão negativa de um discurso com frases semelhantes às usadas por Joseph Goebbels, ministro da Propaganda do governo de Adolph Hitler, na Alemanha nazista.

Oliveira Atacarejo

“Agora vão ocorrer os proclamas antes do casamento”, disse a atriz ao confirmar a sua ida para a secretaria.

O aceite foi repassado ao presidente durante reunião entre os dois no Palácio do Planalto, sede oficial da Presidência.

A publicação que oficializa a entrada de Regina Duarte no governo deve ser publicada no Diário Oficial da União (DOU) ainda nesta semana.

Mais cedo, a atriz desembarcou em Brasília para conhecer a estrutura da Secretaria Nacional da Cultura.

Contrato com a Globo

Com a ida de Regina Duarte para a secretaria, a atriz deve ter o contrato com a TV Globo encerrado.

Em nota, o grupo Globo informou que “a atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a empresa, como impõe a nossa política interna, de conhecimento de todos os seus colaboradores”.

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560