Mais um caso de hostilidade foi registrado em Rondônia contra os técnicos que prestam serviços para a empresa de distribuição de energia Energisa. Dessa vez o episódio aconteceu em Guajará-Mirim (340km de Porto Velho).

De acordo com o Agora Guajará, policiais militares foram chamados para atender uma ocorrência de pertubação do trabalho. Um técnico de uma empresa terceirizada da Energisa disse aos policiais, que estava fazendo um serviço de vistoria em um relógio de energia, quando um homem conhecido por Davi, chegou e começou a xingá-los de vagabundos e ladrões consequentemente passou a atrapalhar a execução do serviço.

Oliveira Atacarejo

O profissional conta que em dado momento, o elemento arrancou um óculos que estava em seu rosto e arremessou contra o solo vindo a quebrá-lo, depois me empurrou o técnico e os ameaçou.

Não satisfeito “Davi doido” como é conhecido teria arremessado a tampa da caixa de energia contra o veículo da empresa, RN 721 de placa OHS 2523, atingindo a porta do passageiro e causando danos superficiais.

Os profissionais disseram que a todo momento o homem os ameaçavam de morte, colocando a mão da cintura fazendo gestos de que estaria portando uma arma de fogo e ainda disse que retornaria para matá-los. Buscas foram feitas mais o suspeito não foi localizado pela polícia.

Trabalhar na Energisa, pelo jeito, está ficando altamente perigoso. Vale lembrar que o comerciante que assassinou o eletricista da empresa por uma suposta aplicação de multa de R$ 10 mil, ainda está foragido. A empresa ainda não se manifestou sobre o episódio em Guajará.

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560