Campanha de Prevenção ao Coronavírus Governo de Rondônia

 

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia – ALE/RO, Laerte Gomes (PSDB), se posicionou abertamente contrário às seguidas tentativas do Governo do Estado de Rondônia, em perdoar mais de R$ 6 bilhões em dívidas de grandes empresas com o erário estadual.

Na lista dos devedores estão grandes consórcios como Jirau, além de  empresas como a Energisa, que adquiriu em leilão a antiga Companhia Elétrica do Estado de Rondônia – CERON, pelo irrisório valor de R$ 50 mil, isso porque foi à única interessada em comprar a companhia que devia mais de R$ 2 bilhões ao Estado.

Oliveira Atacarejo

De acordo com Laerte Gomes, o valor total da dívida de mais de 200 empresas no Estado ultrapassa os R$ 10 bilhões, sendo que o desconto proposto pelo Governo é de aproximadamente 60% desse montante, algo que ele considera inaceitável.

“Rondônia passa por um momento muito difícil, devido aos efeitos do isolamento causado pelo Coronavírus. Por isso não é a hora de conceder isenção de um valor assim, é inaceitável que o Estado conceda um desconto maior que o valor que irá receber”, afirmou Laerte Gomes.

Esse posicionamento do presidente do Legislativo Estadual vai ao encontro da opinião de maioria massiva da população rondoniense, principalmente ao que diz respeito a divida da Energisa, empresa que possui uma enorme rejeição desde que começou a operar em Rondônia.

O governo retirou os pedidos de perdão às empresas após as matérias ficarem travadas no Legislativo, que aguarda uma proposto equilibrado do Executivo sobre o tema.

Fonte: Rondoniaovivo

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560
ALE-RO