Governo de Rondônia
Campanha Dengue Governo de Rondônia
Campanha de Prevenção ao Coronavírus Governo de Rondônia
O deputado Alex Redano (Republicanos), na atuação neste seu segundo mandato, tem trabalhado ainda mais focado no cidadão e na defesa de seus direitos. Como exemplo temos a formação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar possível perdão da dívida da Energisa com o governo do Estado e que é encabeçada pelo deputado.

“Infelizmente, por não podermos reunir e convocar os representantes da empresa para oitiva, tivemos de suspender os trabalhos da CPI, mas assim que pudermos retomar o faremos. Ouvimos as alegações da Energisa e já emitiremos o parecer final” esclareceu Redano.

O parlamentar salientou que hoje seu olhar está focado neste momento para a saúde pública e a manutenção da economia do Estado em equilíbrio. “Atuamos auxiliando o executivo no que se faz necessário, mas realizamos nosso trabalho de fiscalização e direcionamento de ações de forma constante” disse o deputado.

Oliveira Atacarejo

E foi com este pensamento que o deputado Redano votou favorável, por exemplo, na devolução de recursos do orçamento da ALE para que o governo do Estado pudesse alugar uma ala inteira e disponibilizar leitos convencionais e de UTI junto ao Hospital de Amor em Porto Velho, bem como no aluguel de ambulâncias para municípios carentes de assistência.

Indicações

Campanha Dengue Governo de Rondônia

O deputado tem mantido seu papel de cobrar e fiscalizar ações do Executivo estadual. Durante a pandemia tem mantido reuniões (virtuais e presenciais) com outros deputados e com representantes do governo onde tem realizado diversas indicações, como a necessidade da criação de um centro de atendimento telefônico ou plataforma digital específica para instrução da população quanto a pandemia da Covid-19 com profissionais (preferencialmente médicos).

O parlamentar também indicou a necessidade da suspensão das cobranças e corte de água e energia no estado de Rondônia durante o período de quarentena da Covid-19, bem como foi pedido ao governo a continuidade da prestação de serviço de moto taxistas, desde que os passageiros utilizem obrigatoriamente capacetes de uso pessoal.

Outra solicitação foi o parcelamento do IPVA tendo em vista que muitos chefes de família perderam o emprego ou tiveram seus vencimentos reduzidos. “Por isso, se faz necessário que o governo flexibilize quanto a cobrança de determinados impostos da sociedade, em especial o IPVA do ano de 2020” destacou Redano em seu pedido.

Providências também foram pedidas ao Procon estadual para apurar eventual denúncia a respeito do abuso de preço das passagens dos transportes intermunicipais e para a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) a necessidade de ceder as escolas públicas estaduais que estão fechadas para que sejam utilizadas como abrigo para moradores de ruas e pessoas que não possuam refúgio durante o período de quarentena da Covid-19.

 

Fonte: Assessoria

Texto: Assessoria

Foto: Marcos Figueira-ALE/RO

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560