Governo de Rondônia
Campanha Dengue Governo de Rondônia
Campanha de Prevenção ao Coronavírus Governo de Rondônia

Um ciclone extratropical está trazendo muitas chuvas para boa parte do país neste dois primeiros dias da semana. No Sul e Sudeste do país há chance até para queda de granizo. No Centro-Oeste e Nordeste também deve chover bastante.

SUL

Oliveira Atacarejo

Nesta segunda-feira, destaque para uma nova frente fria associada à um ciclone extratropical, que deverá causar chuva intensa nos três estados da região Sul. Há potencial para volumes elevados, alta atividade elétrica e eventual queda de granizo. Além disso, os ventos serão intensos nestas áreas, com atenção especial para o centro-oeste do Rio Grande do Sul, onde as rajadas podem ultrapassar os 80km/h. Os maiores volumes ocorrem no noroeste do Rio Grande do Sul, oeste de Santa Catarina e sudoeste do Paraná.

Na terça-feira, a frente fria associada ao ciclone extratropical segue provocando chuva entre o norte e leste do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná durante a madrugada e manhã, períodos em que a chuva ainda ocorre com forte intensidade e rajadas de vento moderadas. Destaque para volumes elevados entre a região sul de Santa Catarina. Ao longo do dia a chuva perde intensidade e o tempo firme passa a predominar nestas áreas. Os ventos agora sopram do quadrante sul, o que mantém as manhãs geladas e tarde amenas nos três estados da região.

Campanha Dengue Governo de Rondônia

SUDESTE

A semana começa com destaque mais que especial para a possível formação de um novo ciclone subtropical, que deverá causar chuva intensa, transtornos e volumes elevados na região nordeste de Minas Gerais. Os volumes podem alcançar os três dígitos em alguns pontos, e devido ao solo já encharcado, atenção para os maiores prejuízos que esta chuva intensa pode proporcionar. Além da chuva, destaque para rajadas intensas de vento, que podem alcançar os 100km/h na região. Inclusive este ciclone subtropical poderá se intensificar nos próximos dias e evoluir para “tempestade subtropical” com ventos de até 118km/h. Em São Paulo, a chuva ocorre de maneira mais rápida e pontual, sem expectativa para grandes acumulados.

Na terça-feira, a frente fria associada ao ciclone extratropical que causou chuva intensa na região Sul, agora avança em direção ao Sudeste do Brasil e causará fortes pancadas de chuva entre São Paulo e Minas Gerais, que vêm acompanhadas por trovoadas e rajadas de vento que variam de moderada a forte intensidade. O ciclone subtropical começa a avançar para alto mar, mas ainda consegue manter o tempo instável, onde a chuva ocorre novamente com forte intensidade e muita ventania.

CENTRO-OESTE

Na segunda-feira, destaque para uma nova frente fria associada à um ciclone extratropical em alto mar, que deverá atingir Mato Grosso do Sul, onde há potencial para chuva forte, volumes elevados, alta atividade elétrica e eventual queda de granizo. Além disso, as rajadas de vento variam de moderada à forte intensidade nestas áreas. Entre Mato Grosso e Goiás, a chuva ocorre de maneira mais pontual, apesar de vir acompanhada por raios e ventos moderados.

A frente fria avança e canaliza um corredor de umidade proveniente da região Amazônica, o que intensifica a chuva entre o Mato Grosso, norte do Mato Grosso do Sul e Goiás nesta terça-feira, onde são esperados fortes temporais, acompanhados por trovoadas e rajadas moderadas de vento. Atenção para o risco até mesmo de eventual queda de granizo em algumas regiões e volumes mais elevados entre Goiânia (GO) e Brasília (DF). Tempo volta a ficar firme no oeste e sul de Mato Grosso do Sul.

NORDESTE

A semana começa com destaque mais que especial para a possível formação de um novo ciclone subtropical que deverá causar chuva intensa, transtornos e volumes elevados na região sul da Bahia. Os volumes podem alcançar os três dígitos em alguns pontos, e devido ao solo já encharcado, atenção para os maiores prejuízos que esta chuva intensa pode proporcionar. Nas demais áreas, instabilidades no alto da atmosfera mantém a condição para pancadas isoladas e passageiras de chuva em praticamente todas as áreas. O destaque fica para o interior da Bahia que deve receber chuva moderada.

O ciclone subtropical começa a avançar para alto mar, mas ainda mantém o tempo instável na Bahia, onde a chuva ocorre novamente com forte intensidade e muita ventania. Áreas de instabilidade no alto da atmosfera combinadas à alta umidade, mantém a condição para chuva forte em todo território baiano, sul de Maranhão e sul do Piauí ao longo do dia, onde os volumes podem ser mais expressivos e a chuva vem acompanhada por trovoadas. Nas demais áreas as precipitações ocorrem de forma mais rápida e isolada.

NORTE

A semana começa ainda com condição para pancadas isoladas de chuva na região Norte do país, que ocorrem preferencialmente no período da tarde e vem acompanhadas por trovoadas. Entre o norte do Pará e Amapá a chuva ocorre de forma rápida e passageira.

A chuva persiste nesta terça-feira na forma de pancadas isoladas em toda região Norte do país. Com destaque para o Amazonas, Acre e Rondônia, onde os volumes podem ser mais expressivos incluindo nas duas capitais. Chuva forte e temporais também são esperados para o Tocantins, onde os volumes podem ser elevados. Chuva mais fraca entre o Amapá e norte do Pará.

Por: Canal Rural

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560