Governo de Rondônia
Campanha Dengue Governo de Rondônia
Campanha de Prevenção ao Coronavírus Governo de Rondônia

A vítima de 41 anos que teve parte da visão comprometida após passar por um procedimento estético em uma clínica na Zona Sul de Porto Velho ficou sem a visão do olho direito por cinco dias.

De acordo com a irmã dela, a mulher teve 75% do retorno da visão. O caso ocorreu no dia 26 de setembro. A acareação entre a vítima e a autora do procedimento estético acontecerá no próximo dia 28 em uma delegacia da capital.

Oliveira Atacarejo

A irmã da vítima, que não quis se identificar, conta que após o procedimento estético e depois do atendimento médico, a mulher ficou por cinco dia sem enxergar com o olho direito. Mas com o tratamento, parte da visão retornou.

“No sexto dia ela acordou e ficou toda feliz, pois estava enxergando embaçado. Ela descreveu que a visão era como se tivesse dentro de um carro e do lado de fora estivesse chovendo muito. A gente achou que ele ficaria cega do olho direito, mas com o tratamento, com os medicamentos sendo pingados várias vezes ao dia, ela recuperou em média de 70% da visão”, comemora.

Durante uma consulta, lembra a irmã, o médico constatou que o procedimento causou uma lesão no olho da vítima.

“Conversando com o médico, que atendia minha irmã, ele disse que tinha um buraco na córnea dela. Foi quando ele falou que iria fazer o tratamento por 15 dias. No começo a gente tinha que pingar o colírio nos primeiro dias de 2h em 2h, depois foi espaçando o tempo. Assim, até ela voltar em uma terceira consulta para retirar a medicação”.

Mulher sofre lesões nos olhos depois de colocar cílios postiços em clínica de estética em Porto Velho — Foto: Facebook/Divulgação

Mulher sofre lesões nos olhos depois de colocar cílios postiços em clínica de estética em Porto Velho — Foto: Facebook/Divulgação

Mesmo diante da situação de quase perder a visão, a vítima se manteve otimista e confiante, segundo a irmã dela.

“Minha irmã é uma pessoa pra cima, alegre, não é de reclamar. A preocupação dela era se ia voltar a enxergar. Durante todos esses dias ela sempre se mostrou otimista”.

Na terceira consulta com o especialista, foi possível constatar que teria retornado 70% da visão. No entanto, de acordo com o que o médico esclareceu para elas, é preciso que a vítima fique em observação por até dois meses para ver a evolução do quadro clínico da paciente. A vítima ainda aguarda laudo de Instituto Médico Legal (IML).

Mulher sofre lesões nos olhos depois de colocar cílios postiços em clínica de estética em Porto Velho — Foto: Facebook/divulgação

Mulher sofre lesões nos olhos depois de colocar cílios postiços em clínica de estética em Porto Velho — Foto: Facebook/divulgação

No próximo dia 28 acontecerá a acareação [confronto de versões] em uma delegacia de Porto Velho entre a vítima e a mulher que realizou o procedimento de alongamento dos cílios.

O que diz o especialista

G1 entrou em contato com o oftalmologista Felipe Augusto, que falou sobre procedimentos estéticos na região dos olhos e os cuidados que se deve ter em situações em que substâncias químicas caem nos olhos.

Quais são os cuidados que se deve ter para a realização de procedimentos estéticos na região dos olhos?

“O melhor cuidado, seria evitar tais procedimentos, devido a proximidade da borda palpebral com a superfície ocular. Substância química (cola) e cílios postiços, que atua como um corpo estranho, em contato com o olho, podem gerar desde uma pequena irritação, como lesões severas, que podem gerar até um quadro de perda de visão irreversível”.

Quando algo cai dentro dos olhos, o se deve fazer de imediato?

“Algo imediato que deve ser feito é lavar os olhos com água corrente de forma abundante e em seguida procurar atendimento médico em pronto atendimento ou ir diretamente ao oftalmologista se tiver acessível”.

Cada caso é um caso, mas quanto tempo é o ideal para se ter o diagnóstico de cegueira permanentemente em situação de um fato externo ?

“Lesões em córnea, dependendo da extensão da lesão, podem deixar cicatriz (que seria a perda de sua transparência), isso impede que a imagem alcance a retina, e assim atrapalha o mecanismo da formação da visão. Acompanhamento com profissional oftalmologista é imprescindível, pois cada caso tem suas particularidades, desde o tipo de lesão (físico ou químico), extensão da lesão, outras estruturas oculares que podem estar acometidas, tempo que demorou para ser socorrido e etc”.

Fonte: Jheniffer Núbia, G1 RO

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560