Governo de Rondônia

Um professor indígena de 42 anos foi preso suspeito de ter estuprado a sobrinha de 14 anos em Porto Velho. O mandado de prisão preventiva foi cumprido nesta segunda-feira (23) pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA). Conforme a Polícia Civil, o homem nega a acusação.

“Nós cumprimos um mandado de prisão e hoje nós demos cumprimento a esse mandado. O inquérito é por ele ter abusado sexualmente da sobrinha. Foi estupro de vulnerável”, disse a delegada titular da DEPCA, Márcia Gazoni.

O mandado foi expedido pela Vara de Proteção à Infância e Juventude de Porto Velho. O suspeito passou por exame de corpo de delito e foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanece à disposição da Justiça.

Oliveira Atacarejo

De acordo com o boletim de ocorrência, os pais da adolescente informaram na polícia que a vítima havia sido estuprada pelo tio dela depois que foi levada para uma área atrás da Casa do Índio. A mãe da jovem conta que sentiu falta da minha no local e a encontrou com o suspeito. O crime ocorreu em setembro deste ano.

O indígena negou a acusação, ainda segundo a Polícia Civil. Disse que carregou a sobrinha, pois sua esposa teria pedido que a levasse para uma pessoa e que ela teria sido estuprada por outro suspeito.

O G1 entrou em contato com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) para um possível posicionamento, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem. O caso é investigado.

Por G1 RO — Porto Velho

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560