Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Familiares de pacientes internados com Covid-19 estão dormindo do lado de fora do Hospital de Campanha de Guajará-Mirim (RO). A situação tem chamado a atenção dos moradores da cidade e preocupado a direção do hospital. As imagens mostram várias pessoas deitadas em redes, em uma área coberta que fica na frente do hospital.

Familiares de pacientes internados no Hospital de Campanha de Guajará-Mirim, dormem do lado de fora do hospital — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O diretor do Hospital Regional Perpétuo Socorro, e também responsável pelo Hospital de Campanha, Wiston Ojopi, disse que sempre orienta os familiares a não permanecerem no local.

Oliveira Atacarejo

“Nós sempre pedimos para que eles não fiquem ali, porque correm risco de contaminação. Mas infelizmente a gente sabe que eles querem estar perto dos seus parentes, dando apoio. É triste, mas é a realidade”, destacou

Nesta sexta-feira (5), o diretor da unidade vai solicitar apoio do Exército para montagem de tendas ou barracas no local, para que possam oferecer mais comodidade aos familiares. Em média, 10 pessoas acampam na frente do hospital diariamente.

“Junto com a Secretaria de Saúde, vamos tentar melhorar essa situação. Esses familiares querem ficar aqui, eles vão em casa mais voltam para dormir. Vamos tentar encontrar uma solução adequada. Vou pedir apoio ao Exército para montagem de tendas ou barracas ainda hoje”, pontuou.

Familiares usam redes para dormir perto do Hospital de Campanha — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Familiares usam redes para dormir perto do Hospital de Campanha — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Pandemia em Guajará-Mirim

4.344 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus em Guajará-Mirim. 350 pacientes permanecem em tratamento. No Hospital de Campanha, 15 pacientes estão internados.

Até a última quinta-feira (4), a cidade estava em quarto lugar com maior número de óbitos pela Covid-19: 116 vidas perdidas.

Desde o início do ano, a cidade tem registrado aumento no número de casos suspeitos e confirmados do novo vírus.

Fonte: G1-RO

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560