Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Segundo dados preliminares do estudo Coalizão, conduzido por seis dos principais hospitais brasileiros e dois institutos de pesquisa, em média 25% dos pacientes graves de Covid-19 que precisaram ser intubados morrem no período de seis meses após a alta hospitalar.

Os resultados preliminares do estudo foram divulgados pelo jornal Folha de S. Paulo.

“O problema não acaba quando o paciente sai do hospital. Temos agora um contingente absurdo de pessoas com sequelas de uma doença aguda que antes não tínhamos na sociedade. Falta de ar, por exemplo, é super comum, mesmo em casos que não eram graves”, afirmou Alexandre Biasi, diretor de pesquisa do Hospital do Coração (HCor) e membro da Coalizão Covid-19 Brasil  ao jornal.

Oliveira Atacarejo

Os primeiros resultados do estudo envolveram 1.006 pacientes.

A idade média dos participantes é de 52 anos, e o tempo médio de hospitalização foi de nove dias.

As instituições que formam o grupo Coalizão são os hospitais Albert Einstein, HCor, Sírio-Libanês, Moinhos de Vento, Oswaldo Cruz, Beneficência Portuguesa e os institutos Brazilian Clinical Research Institute (BCRI) e Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (BRICNet).

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560