Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Com hospitais totalmente lotados há mais de 40 dias em Rondônia, a fila de pacientes com Covid aguardando leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou a 136 pessoas na tarde desta terça-feira (9). A informação é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Com mais de 100 pessoas doentes e esperando vaga em Unidade de Terapia Intensiva, algumas delas não estão mais resistindo às complicações do coronavírus.

Em Ariquemes (RO), a 200 quilômetros de Porto Velho, cinco pacientes morreram na UPA enquanto aguardavam vaga em UTI. Segundo a prefeitura, dois pacientes foram a óbito na segunda-feira e os outros três nesta terça-feira. Ao todo, a cidade tem 14 pessoas com Covid na fila de espera por UTI.

Oliveira Atacarejo

Devido ao colapso na saúde pública de Rondônia, a Sesau tenta transferir pacientes para outros estados. Dois chegaram a ser levados para o Amazonas, mas o governo amazonense informou nesta terça-feira que não tem condições de receber mais rondonienses.

“O Amazonas ainda não tem reserva de leitos suficiente para receber pacientes de outros estados. A recepção de dois pacientes de Rondônia no último fim de semana foi uma ação emergencial e ainda não pode ser relacionada à operação que o Estado estuda realizar para auxiliar Rondônia”, informou o governo do Amazonas.

Outra medida emergencial do governo de Rondônia, para reduzir a fila de espera, foi firmar convênios com outros hospitais e contratar mais leitos de UTIs.

Em Cacoal, por exemplo, foi aberta uma licitação para tentar conseguir mais 20 leitos na rede privada. A Sesau também está anunciando processo seletivo para contratar mais médicos, com salários que chegam a R$ 3,9 mil para cada plantão.

Conforme dados divulgados na tarde desta terça-feira, 12 dos principais hospitais públicos do estado seguem com as UTIs 100% lotadas. São eles:

  • Hospital Adamastor Teixeira de Oliveira – Vilhena
  • Centro de Afecções Respiratórias – Ariquemes
  • Hospital de Campanha Zona Leste – Porto Velho
  • Hospital Cândido Rondon (HCR) – Ji-Paraná
  • Hospital de Campanha- Porto Velho
  • Hospital do Amor – Porto Velho
  • SAMAR – Porto Velho
  • Cemetron – Porto Velho
  • Hospital Regional – São Francisco do Guaporé
  • Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro (HB) – Porto Velho
  • Hospital Urgência e Emergência (Heuro) – Cacoal
  • Hospital Regional – Cacoal

Ao todo, estes 12 hospitais têm 249 pacientes internados nas UTIs nesta terça-feira.

Fila que aumenta

A fila de pacientes esperando por UTI subiu desde a segunda-feira. No boletim da tarde de segunda, 116 pacientes estavam na fila, número que subiu para 121 durante a noite.

Já na tarde desta terça-feira, a Secretaria de Estado da Saúde informou que agora são 136 pessoas esperando leitos de UTI no estado.

Movimentação em unidades de saúde que atendem Covid é intensa em Porto Velho

Na semana passada, o secretário Fernando Máximo alertou sobre o risco de pacientes morrerem em UPA enquanto aguardavam leito de UTI.

“Infelizmente quando as pessoas aguardam em fila de UTI, geralmente são pacientes graves, acabam falecendo. Infelizmente pode acontecer, caso haja pessoas aguardando muito tempo na fila, que não consigam chegar até o leito de UTI”, disse.

Recorde de mortes em um único dia

Na segunda-feira (8), o estado atingiu o seu maior pico de mortes registradas no sistema em um único dia: foram 66 vítimas fatais da Covid-19.

Entre as vítimas estava um bebê, com menos de um ano de idade. Das 66 mortes em um único dia, 53 foram só na capital Porto Velho.

Covid-19 em Rondônia

O estado é o terceiro da região Norte com mais óbitos decorrentes do coronavírus, ficando atrás apenas do Amazonas e Pará.

Abaixo, veja os números de óbitos na região Norte até a segunda-feira (8):

  1. Amazonas: 11.288
  2. Pará: 8.968
  3. Rondônia: 3.148
  4. Tocantins: 1.594
  5. Roraima: 1.167
  6. Amapá: 1.161
  7. Acre: 1.047

Das 3.148 mortes por Covid em Rondônia, quase metade delas ocorreram a partir de 1° de janeiro de 2021, ou seja, em menos de três meses do ano.

Fonte: G1-RO

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560