Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Um casal morreu após o carro em que eles estavam cair de uma ponte de cinco metros de altura em Riachinho (MG). O filho deles, de três meses, teve ferimentos graves e precisou ser transferido, nesta quinta-feira (10), no helicóptero do Corpo de Bombeiros para Brasília (DF).

“Testemunhas disseram que a criança chorava e gemia. Ela foi encontrada entre os corpos do pai e da mãe, que foram prensados pelo veículo”, fala o comandante do destacamento da Polícia Militar, sargento Antônio Barbosa Damasceno.

O acidente ocorreu por volta das 5h, quando a família voltava da casa de um amigo, no Assentamento de Lages, que fica a aproximadamente 40 quilômetros da cidade.

“Ele conhecia a estrada, tinha um lote na região. Aparentemente, antes de entrar em uma curva, que dá acesso à ponte, ele tentou frear. O carro caiu e foi parar em um córrego que está praticamente seco.”

Oliveira Atacarejo

Segundo o sargento, o bebê foi socorrido em um automóvel por terceiros. Durante o trajeto para o hospital, uma ambulância encontrou com o veículo e terminou de conduzi-lo.

“As testemunhas falaram que a criança tinha queimaduras pelo corpo que, provavelmente, foram causadas pela mistura da gasolina que vazou com a água do córrego. Retirar o menino com vida foi um milagre, ele caiu em um local com muitas pedras, de uma altura de cinco metros e ainda sofreu queimaduras. Estamos todos orando para que ele sobreviva.”

Após ser atendido em Riachinho, o bebê precisou ser transferido para o Hospital Municipal Dr. Joaquim Brochado, Unaí (MG). Em seguida, por conta das queimaduras de segundo grau e do quadro de politraumatismo, foi levado de helicóptero para o Hospital de Base, em Brasília (DF).

A perícia da Polícia Civil esteve no local do acidente. Os corpos das vítimas foram levados para o Instituto Médico Legal de Unaí.

Helicóptero dos Bombeiros de Brasília foi até Unaí para buscar o bebê — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Helicóptero dos Bombeiros de Brasília foi até Unaí para buscar o bebê — Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Fonte: G1

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560