Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Edail Silva Real, 30, que matou a esposa, Fátima Ferreira do Nascimento, 36 anos, no último fim de semana, em Cáceres (225 km de Cuiabá), teria ligado para a mãe logo após o crime e contou que estava ao lado do corpo da mulher.

De acordo com a Polícia Civil, após confessar o crime para a mãe, Edail fugiu para o município de Rio Verde, em Goiás, onde foi encontrado tentando viajar para o Maranhão.

Ele foi preso por uma equipe da Polícia Militar e depois conduzido à delegacia da Polícia Civil.

Oliveira Atacarejo

O crime

Fátima Ferreira do Nascimento foi encontrada morta em sua casa, no bairro Luz do Sol, com diversas perfurações de arma cortante, na manhã de segunda-feira, 7 de junho.

A partir da instauração do inquérito pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para apurar o crime, a Polícia Civil reuniu diversas informações durante as diligências que embasaram a representação à Justiça pela prisão preventiva do acusado.

A delegada da DEDM de Cáceres, Judá Maali Marcondes, destaca o empenho das equipes policiais, do Judiciário e Ministério Público do município e a colaboração das forcas de segurança de Goiás que resultaram na localização do acusado do feminicídio.

Em troca de informações entre a Polícia Civil em Cáceres e as polícias Civil e Militar de Goiás foi possível chegar à localização do acusado.

Fátima Ferreira teve um relacionamento por um ano com o acusado e estavam separados há um mês, contudo, o homem não aceitava o fim da relação. Após cometer o crime, ele teria ligado para sua mãe e dito que havia acabado de matar a ex-namorada e estava ao lado do corpo dela.

Conforme apuração realizada pela DEDM de Cáceres, o acusado tem diversos registros por crimes relacionados à violência doméstica contra outras ex-companheiras e também uma condenação pela Comarca de Cáceres por estupro de vulnerável.

Via Repórter MT

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560