Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Por telefone, a mulher de 50 anos, violentamente espancada pelo marido, na noite de ontem, no Setor 13, em Vilhena, deu detalhes do ataque. O agressor tem 51 anos, é pedreiro e está foragido.

Segundo o registro do caso, ao comparecerem ao local onde estava acontecendo a violência doméstica, os policiais foram informados por um sobrinho da vítima que ela havia sido esfaqueada pelo marido.

A testemunha disse que, no dia dos fatos, houve um almoço familiar na casa da vítima, onde foram consumidas bebidas alcoólicas. No início da noite, os convidados foram embora deixando o casal sozinho.

Oliveira Atacarejo - Sempre o Melhor Negócio

Horas mais tarde, a mulher ligou para a filha pedindo socorro e apontando o marido como autor das agressões. Encontrada totalmente ensanguentada e com vários ferimentos, a dona-de-casa foi levada para o Hospital Regional de Vilhena.

Na entrevista à folha, a mulher contou que já havia sido  agredida antes pelo companheiro, com quem vive há cinco anos. “Toda vez que ele bebe, me espanca, mas dessa vez foi pior”, relatou a mulher, que disse enfrentar problemas de saúde.

Segundo a denunciante, o marido só não conseguiu mata-la porque um vizinho gritou, no momento em que o homem estava desferindo as pauladas e ele fugiu pulando o muro da casa onde os dois vivem. Ela negou que tivesse sido esfaqueada.

A vítima disse que foram vários os golpes desferidos pelo agressor, sendo que um deles provocou um profundo corte em sua testa.

Mesmo após a violência praticada, o homem voltou para a casa onde tudo aconteceu e dormiu lá, fugindo novamente pela manhã, antes da chegada da polícia.

Fonte: Folha do Sul

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560