Após se sentir mal em casa, engenheira rondoniense morre aos 31 anos em hospital

Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Faleceu ontem à noite, no hospital particular Bom Jesus, em Vilhena, aos 31 anos, a engenheira Civil Jasmin Sadika Mohamed Hussein. Ela havia acabado de chegar de uma viagem de férias e estava na casa do namorado, que saiu para comprar uma pamonha. Quando voltou, ele a encontrou caída e a levou para o hospital.

De acordo com uma irmã de Jasmin, ouvida pelo site, ela havia passado por uma cirurgia no mês de maio, em Cuiabá (MT), mas ainda não há confirmação de que o procedimento tenha ligação com o mal súbito sofrido pela engenheira.

Lotada na Secretaria de Planejamento da prefeitura, Jasmin era filha da professora Maristela Casara Mohamed e do engenheiro agrônomo egípcio Mohamed Hussein, que morreu em 2007, após engasgar durante um almoço. A engenheira, inclusive, teria desenvolvido um transtorno alimentar em decorrência da perda paterna.

Oliveira Atacarejo - Sempre o Melhor Negócio

Segundo a irmã entrevistada, a jovem servidora tinha a mesma ideologia do pai, que era trabalhar para melhorar a cidade. “Ela trabalhava muito, e gostava do que fazia”, disse a familiar.

O velório da engenheira será realizado na Capela Mortuária, a partir do meio-dia de hoje. As causas do mal súbito que levou à morte ainda não foram divulgadas.

Fonte: Folha do Sul

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560