Governo de Rondônia
Governo de Rondônia

Um empresário foi condenado essa semana pelo atropelamento de duas meninas de dois anos de idade, gêmeas, enquanto voltavam da escola em Ariquemes (RO). O caso aconteceu em 2016 e causou grande comoção na cidade.

As crianças foram atropeladas por uma pá carregadeira. Uma delas morreu após quinze dias de internação, e a outra conseguiu se recuperar dos ferimentos. A tia, que estava com as meninas no momento do acidente, ficou com sequelas psicológicas.

O julgamento foi realizado pela 1ª Vara Cível de Ariquemes cinco anos após o caso. O empresário dono da pá carregadeira foi condenado a pagar uma indenização de R$ 50 mil a cada um dos pais da gêmeas, de R$ 20 mil à criança que sobreviveu e à tia, e ainda uma pensão mensal aos pais da criança até 2078.

Oliveira Atacarejo - Sempre o Melhor Negócio

ENTENDA O CASO

Duas gêmeas de dois anos e a tia delas, de 23, foram atropeladas por um trator pá carregadeira no início da noite de segunda-feira (14), na Avenida Arthur Mangabeira, em Ariquemes (RO), região do Vale do Jamari. Segundo a Polícia Militar (PM), o acidente aconteceu quando as vítimas voltavam de uma creche infantil. Uma das crianças teve múltiplas fraturas no quadril e está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O G1 não conseguiu contato com o condutor do trator, mas a família das crianças informou que ele teria se comprometido a arcar com as despesas médicas. O trator deve ser periciado e um laudo técnico sobre o acidente deve ser divulgado em cerca de 30 dias.

Em entrevista, a tia das meninas, Franciele Santos Souza, disse que é responsável por buscar as gêmeas Maria Eduarda e Maria Izabel Vieira dos Santos na creche. “Vinha caminhando com elas na lateral da rua. Eu estava no canto da rua e elas ao meu lado de mãos dadas. De repente, senti uma batida na minha cabeça. Quando vi estava caída entre as rodas do trator e minhas sobrinhas estavam muito machucadas”, relata a vítima.

O serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu as vítimas. A tia das meninas sofreu escoriações leves, recebeu atendimentos médicos e passa bem. A gêmea Maria Eduarda sofreu uma grave lesão no pé esquerdo. Segundo familiares, ela foi encaminhada ao Hospital Regional (HR), e em seguida transferida para um hospital particular no município.

Já Maria Izabel recebeu os primeiros atendimentos no HR e foi encaminhada em estado grave para Porto Velho, onde passou por três cirurgias no quadril e na perna direita, na madrugada desta terça-feira (15). A criança segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil Cosme e Damião. O estado de saúde dela é considerado grave, segundo o fisioterapeuta da unidade hospitalar, Daniel de Almeida.

FONTE G1 RO

Comentários

Central Cell Celulares - 3451-4560