Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
Governo de Rondônia - Institucional
domingo, maio 26, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

PF faz nova operação para retirar invasores da Terra Indígena Karipuna em RO

Mais uma operação para retirar invasores da Terra Indígena Karipuna foi realizada nesta segunda-feira (29), entre os municípios de Porto Velho, Nova Mamoré (RO) e Buritis (RO). A ação foi feita por meio da Borda de Proteção II, da Polícia Federal (PF).

Segundo a polícia, a operação é “uma continuidade dos trabalhos de retirada de invasores do território, além de uma forma de prevenção, para que pessoas não adentrem e permaneçam no local sem permissão legal”.

Nesta segunda-feira, os policiais encontraram ponte de madeira dentro da área indígena. Essa estrutura era usada pelos invasores para retirar madeira de forma ilegal de dentro da reserva.

Após o flagrante, a estrutura foi isolada e inutilizada com o uso de explosivos. Nenhum suspeito foi encontrado na área, mas a polícia diz que vai seguir com a investigação.

Flagrantes em maio

No dia 11 de maio, a PF também realizou uma operação na Terra Indígena Karipuna para combater invasão. Na ocasião os agentes encontraram 12 pontos de desmatamento, além de 20 madeireiras e serrarias instaladas nas proximidades da reserva.

Em primeiro dia da ação, agentes encontraram madeireiras perto da reserva — Foto: PF/Reprodução

Em primeiro dia da ação, agentes encontraram madeireiras perto da reserva — Foto: PF/Reprodução

A ação para retirada de invasores da Terra Indígena Karipuna prendeu um suspeito e suspendeu as atividades de 14 empresas.

Doze madeireiros flagrados na região vão responder pelos crimes de extração ilegal, inserção de dados falsos no sistema de controle ambiental e receptação de madeira ilícita. Mais de 7,4 mil m³ de madeira foi apreendido e R$ 1,5 milhão de multa aplicado.

TERRA INDÍGENA MAIS DESMATADA

A Terra Indígena Karipuna tem mais de 150 mil hectares de área e fica situada a 100 quilômetros da área urbana de Porto Velho.

No ano passado, um relatório do Observatório da BR-319 apontou que a Terra Indígena Karipuna foi a mais desmatada entre as 69 áreas indígenas que ficam no entorno da rodovia federal BR-319.

De janeiro a dezembro foram 1.733 hectares desmatados na TI Karipuna, basicamente metade de todo o desmatamento registrado nas 10 terras indígenas localizadas no eixo da BR.

2022 também foi o que a T.I mais queimou, concentrando o maior número de focos de queimadas, de acordo com dados do relatório.

Fonte: g1-RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias