Governo de Rondônia - Institucional
domingo, julho 14, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Dois aviões caíram em 10 dias e quatro pessoas morreram em RO; CENIPA investiga acidentes

Em um período de menos de dez dias, dois aviões de pequeno porte caíram em Rondônia e provocaram a morte de quatro pessoas.

O primeiro acidente foi no dia 20 de julho, quando um monomotor caiu na zona rural de Alta Floresta D’Oeste. O proprietário do avião, identificado como Samuel Gonçalves de Castro, e um pedreiro, conhecido como Josias, morreram no acidente.

Já no dia 29 de julho, último sábado, um bimotor caiu na zona rural em Vilhena (RO), próximo da divisa com o Mato Grosso, e matou o pecuarista e piloto Garon Maia Filho e seu filho, Francisco Veronezi Maia, de apenas 11 anos.

Os dois acidentes aeronáuticos estão sendo investigados pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Força Aérea Brasileira.

Segundo o Cenipa, a apuração não trabalha com “causa” de acidente, mas com fatores contribuintes para a queda das aeronaves, em um processo que visa prevenir novos acidentes aéreos.

Para confirmar os fatores que podem ter contribuído para a queda dos dois aviões, os investigadores adota algumas ações, como fazer uma perícia nos destroços do avião, ouvir testemunhas da decolagem e pouso. A recuperação de documentos, dados de inspeções técnicas e de manutenção e qualidade do combustível também são periciados.

Ainda de acordo com o Cenipa, a investigação desses dois acidentes não busca apontar ‘culpados’.

‘Perfis dos aviões’

Embora sejam aeronaves ‘leves’, os dois aviões que caíram no estado têm características diferentes: um é bimotor, enquanto o outro é monomotor.

O avião monomotor é uma dotado de um único motor, enquanto o bimotor tem dois. Em suma, o bimotor que caiu com Garon e o filho é considerado mais seguro que o monomotor, em todas as situações.

Dados técnicos dos aviões que caíram em Rondônia

Monomotor Bimotor
Prefixo PU-FFF PR-ITE
Fabricante Flyer Hawker Beechcraft
Ano 2005 2011
Modelo Pelican 500 G58
Classe 1 motor convencional 2 motores convencionais
N° máximo de passageiros 1 5
Peso máximo decolagem 600 kg 2.495 kg
Tipo de voo permitido Diurno Diurno e noturno

O monomotor Pelican que caiu em Alta Floresta bateu contra o solo, em uma área aberta de lavoura. Dentro da aeronave estavam o piloto e proprietário Samuel Gonçalves de Castro, e o passageiro Josias Celestino Benedito.

Já o bimotor Beechcraft Baron 58 se chocou violentamente contra árvores de uma mata fechada em Vilhena, matando Garon Maia e seu filho, apelidado de Kiko. Os destroços da aeronave foram achados no domingo (30).

Garon Maia e o filho morreram após queda de avião em Vilhena — Foto: Reprodução/Facebook

Garon Maia e o filho morreram após queda de avião em Vilhena — Foto: Reprodução/Facebook

Por g1 RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias