Governo de Rondônia - Institucional
sábado, julho 13, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Homem é preso suspeito de matar a esposa e forjar latrocínio em RO

Um homem foi preso na última segunda-feira (14) suspeito de matar a própria esposa com um golpe na cabeça e forjar um latrocínio para encobrir o crime. A vítima era Elza Dias de Oliveira Gomes, de 63 anos. O caso aconteceu na zona rural de Buritis (RO).

Segundo informações da polícia, agentes foram até uma propriedade rural localizada na linha C-14 e encontraram sangue na frente da porteira. Os policiais ainda encontraram uma janela da casa aberta, mas não localizaram moradores ou vítima.

Pouco depois, vizinhos informaram que os moradores da casa tinham ido para o hospital municipal. Em contato com a unidade de saúde, os agentes receberam a notícia de que a mulher havia morrido com lesões na região do crânio.

No dia seguinte, um pedaço de madeira com sangue foi encontrado perto da cena do crime.

A versão do suspeito

O marido da vítima contou aos policiais que, no final da tarde, a mulher tinha dito que ia na casa vizinha buscar ovos enquanto ele ia olhar o gado no pasto. O homem disse que quando voltou para casa encontrou a residência toda fechada e notou a fechadura amassada e uns pedaços de madeira no chão.

Ele então teria entrado na casa pela janela e descoberto que dois relógios e um anel de ouro tinham sido furtados. O homem, então, teria ido até a porteira, onde viu dois homens em uma moto fugindo do local e o corpo da esposa caído no chão, já sem vida.

O homem seguiu contando que foi até a casa do filho para pedir ajuda e acionou os vizinhos. A mulher foi levada ao hospital da cidade, mas o médico da unidade constatou a morte.

As investigações

O delegado Leomar Gonçalves informou que as investigações iniciaram ainda na noite do crime, sendo realizadas coletas de informações e do depoimento de testemunhas.

Durante a apuração dos fatos, os policiais encontraram próximo ao local do crime ovos quebrados, que, com a ajuda de entrevistas, ajudaram a contextualizar o momento em que a vítima foi morta. Ela estaria indo da casa de uma amiga, onde foi comprar ovos, para casa, no momento em que recebeu um golpe de madeira na cabeça.

O marido da mulher, que já era considerado suspeito, deu depoimento junto de uma advogada e contou sua versão dos fatos. No entanto, ao ser confrontado, o homem passou a entrar em contradição e depois não quis mais falar sobre o que aconteceu.

Um mandado de prisão preventiva foi cumprido e o suspeito deve ser indiciado por feminicídio. Ainda de acordo com o delegado, outros crimes e/ou agravantes podem ser adicionados ao caso. A motivação do crime ainda é investigada.

Fonte: g1-RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias