Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
quinta-feira, abril 25, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Trabalhando, pedreiro tenta defender garotas ameaçadas de morte por homem transtornado e acaba assassinado a facadas

Um homem de 52 anos, identificado como José Francisco da Silva, morreu nos primeiros minutos de ontem (segunda-feira, 28), no Hospital Regional de Vilhena, onde havia dado entrada horas antes, em estado gravíssimo.

O FOLHA DO SUL ON LINE apurou que José havia sido esfaqueado na tarde do domingo, 27, no distrito de Vitória da União, pertencente ao município de Corumbiara. Um dos golpes o atingiu nas costas e o outro acertou a região da barriga, deixando-o com as vísceras expostas.

Segundo uma fonte policial ouvida pelo site, Zé Francisco, que era pedreiro, estava trabalhando, em pleno domingo, na reforma de um bar na localidade, quando um homem aparentemente transtornado chegou ao estabelecimento e ameaçou matar uma das garotas que trabalhavam lá.

Tentando evitar o assassinato, o construtor, que estava fazendo uma reforma no local, conteve o homem, que estaria tentando se vingar de uma das profissionais do sexo com quem a esposa dele havia tido um desentendimento. Essa garota, no entanto, nem estava mais na cidade.

O homem aparentando cerca de 30 anos, que tem passagens pela polícia, foi para casa após ser impedido de consumar o crime. Mas voltou pouco depois, armado com uma faca e uma espingarda. Ele tentou atirar no pedreiro e no ajudante dele, mas a arma de fogo “mascou” várias vezes, o que obrigou a usar a faca.

Conforme apurou o site, mesmo transtornado, o assassino conseguiu fugir após o ataque. Na primeira vez que a Polícia Militar esteve em sua casa, ele não foi encontrado. Ao retornar depois, a guarnição o encontrou no banheiro. Ele foi preso em flagrante, mas se negou a revelar a motivação do ataque, alegando que só falaria em juízo.

Socorrido em um carro particular, a vítima foi levada às pressas para o Hospital Municipal de Corumbiara, de onde foi encaminhado para Vilhena. O pedreiro chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos. O corpo dele será levado para Corumbiara, onde era considerado um homem trabalhador e pacífico.

Fonte: Folha do Sul

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias