Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
Governo de Rondônia - Institucional
domingo, maio 26, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Conheça a árvore tombada como bem histórico cultural de Rondônia que corre risco de extinção

Quem passa em frente ao Estádio Aluízio Ferreira, em Porto Velho, não consegue deixar de notar a majestosa e gigante castanheira que enfeita o local. Mas o que talvez as pessoas não saibam é que a árvore é tombada como bem histórico cultural de Rondônia.

O decreto de tombamento foi assinado no dia 10 de fevereiro de 1987 pelo governador Ângelo Angelin. No entanto, de acordo com o governo de Rondônia, a castanheira já tem mais de 70 anos de idade.

De acordo com a Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção do Ministério do Meio Ambiente, atualizada em junho de 2022, a castanheira está classificada como vulnerável. Ou seja, está enfrentando um risco alto de extinção na natureza.

Qual a história da castanheira?

No início dos anos 1950, o terreno que fica no bairro hoje conhecido como Arigolândia foi escolhido para construção do Estádio Aluísio Ferreira. Na época, a castanheira era apenas um broto e seria arrancada para dar lugar ao alicerce da obra.

No entanto, de acordo com o governo de Rondônia, o Comandante da Guarda Territorial, responsável pela construção do alicerce, não permitiu que a pequena árvore fosse arrancada.

Assim como encantou e “amoleceu” o coração do comandante, a castanheira cresceu por mais de 70 anos e se tornou alvo de proteção de todos os moradores do local. A árvore se tornou palco de rodas de samba, pagode e até do Arraial do Arigós. Ela também é paisagem nas partidas de futebol.

Estima-se que a árvore atualmente tenha entre 20 a 30 metros de altura.

Castanheira do estádio Aluízio Ferreira — Foto: Fábio Diniz/Rede Amazônica

Castanheira do estádio Aluízio Ferreira — Foto: Fábio Diniz/Rede Amazônica

Gigante e idosa

A castanheira é uma das maiores árvores da Amazônia, chegando a medir até 50 metros. Ela também pode viver por séculos. Há registros dessas espécies que possuem mais de 800 anos.

A longevidade da castanheira pode se dar, entre outros pontos, pela sua capacidade de adaptação. Ela sobrevive a climas diferenciados, entre períodos frios, quentes, secos ou úmidos.

O fruto da castanheira é comestível e leva mais de um ano para amadurecer. Ele é semelhante a um coco e é chamado de ouriço. Quando quebrado, revela sementes chamadas de castanha ou amêndoas.

Coleta de castanha-do-Pará — Foto: Agência Pará/Divulgação

Coleta de castanha-do-Pará — Foto: Agência Pará/Divulgação

Uma curiosidade sobre a árvore é que suas flores só podem ser polinizadas por determinados tipos de insetos que são atraídos por orquídeas, segundo a . Ou seja, sem orquídea e sem inseto não há florada de castanheira.

Por Jaíne Quele Cruz, g1 RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias