Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
quinta-feira, abril 25, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Acusado de estuprar, matar e enterrar adolescente é condenado a 35 anos de prisão

Após 16 horas de julgamento, o assistente social Ronaldo dos Santos Lira foi condenado pela Vara do Tribunal do Júri de Ji-Paraná, a 34 anos de reclusão e um ano de detenção por estuprar, matar e enterrar o corpo da adolescente Laryssa Victória Pereira Rossato, de 17 anos.

O corpo da vítima foi encontrado no dia 19 de março de 2022, enterrado no quintal da casa do acusado, no município de Ouro Preto do Oeste.

Após o crime, Ronaldo foi preso e permaneceu na cadeia até o dia do seu julgamento. Na madrugada desta sexta-feira (20), o juiz Valdecir Ramos de Souza leu a sentença condenatória do réu.

O acusado foi considerado culpado pelos jurados e sentenciado a 34 anos de reclusão e um ano de detenção, a serem cumpridos em regime inicialmente fechado.

Segundo a sentença, a pena refere-se a 22 anos pelo crime de homicídio, 2 anos por ocultação de cadáver, 10 anos por estupro e 8 meses por fraude processual.

O crime

Laryssa Victória desapareceu no dia 18 de março do ano passado, após sair com amigas. O desaparecimento mobilizou a família e as autoridades policiais.

Após um intenso trabalho da Polícia Civil, inclusive com relatos de testemunhas que viram o acusado e a vítima caminhando juntos na rua, os investigadores foram até a casa de Ronaldo.

No local, os policiais flagraram o criminoso lavando o chão do quarto da casa dele. Atrás da residência, os agentes perceberam que havia um colchão queimado e uma espécie de fogueira feita com tijolos.

Os policiais perceberam ainda, que do lado da casa, havia uma terra mexida. Questionado, Ronaldo apresentou várias versões sobre quando teria visto a vítima pessoalmente. Ele saiu do local e os agentes permaneceram, dando continuidade nas investigações.

Desconfiados de uma possível ocultação de cadáver, os investigadores começaram a cavar no local onde a terra estava mexida. Foi quando o corpo da adolescente foi encontrado enrolado em um cobertor.

Rapidamente, os policiais foram até a residência da mãe de Ronaldo, onde ele estava e deram voz de prisão para o acusado.

A Polícia conseguiu imagens de câmeras de segurança que registraram a vítima e o acusado caminhando juntos, horas antes do crime. Em uma das filmagens, Ronaldo aparece carregando a adolescente.

Ronaldo dos Santos Lira era envolvido no meio político da região, tendo sido candidato em 2020.

Fonte: Rondoniagora

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias