Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
domingo, abril 21, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Heuro: Como fica a construção do novo hospital de Rondônia após cassação da Licença de Obras

As obras do novo Hospital de Urgências e Emergências de Rondônia (Heuro) foram paralisadas depois que a Licença de Obras foi cassada pela Secretaria Municipal de Regularização Fundiária, Habitação e Urbanismo (Semur) de Porto Velho há duas semanas.

O consórcio Vigor Turé ficou responsável pela obra após vencer a licitação. Segundo o governo de Rondônia, apesar da Licença de Obras da empresa ter sido cassada, o contrato ainda se mantém ativo.

O contrato entre o governo de Rondônia e a empresa compreende o projeto, construção e manutenção do prédio onde deve funcionar o novo hospital de Rondônia.

Foto da área onde a obra deve ser executada — Foto: Google Maps/Reprodução

Foto da área onde a obra deve ser executada — Foto: Google Maps/Reprodução

No decreto de cassação da Licença de Obras, a Semur alega que o Consórcio Vigor Turé não cumpriu as disposições contidas no Código de Obras. A secretaria aponta, em nota, que um dos motivos é a ausência de documentos que comprovem o direito de propriedade do lote em questão.

Segundo o governo de Rondônia, a empresa foi notificada para apresentar resposta sobre a cassação da licença. Essas informações serão analisadas e, se comprovadas irregularidades, aplicadas penalidades como multas ou rescisão do contrato.

Uma nova licitação só será prevista após a análise de todo processo de apuração sobre possível descumprimento do contrato. Enquanto isso, a obra do Heuro permanece paralisada.

O que diz a empresa?

Segundo a Vigor Turé, o documento que a Semur alega estar ausente é Certidão de Inteiro teor, que comprova a propriedade do terreno onde o hospital será construído. O consórcio aponta que a exigência desse documento é ilegal, já que a empresa já comprovou a posse do terreno.

O Código de Obras exige a comprovação da posse ou propriedade do imóvel. A Vigor Turé informou que tem a posse, mas não a propriedade por conta de um “pendência” que em breve deve ser resolvida, mas que essa questão “não afeta de maneira nenhuma” a Licença de Obras.

A empresa ingressou com uma ação na 2ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) pedindo o deferimento da tutela antecipada para dar continuidade à obra do Heuro.

O g1 entrou em contato com a Prefeitura de Porto Velho, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria.

Por Jaíne Quele Cruz, g1 RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias