Governo de Rondônia - Doação de Sangue
Governo de Rondônia - Institucional
segunda-feira, fevereiro 26, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Conheça a cidade de RO que trocou de prefeito seis vezes em sete anos

A pouco mais de 20 quilômetros de Porto Velho, um município com pouco mais de 6,5 mil km² e 22 mil habitantes chama atenção pelo cenário político: Candeias do Jamari (RO) trocou de prefeito três vezes em menos de seis meses no último ano.

Entre junho e novembro de 2023, as mudanças foram muitas no município: dois prefeitos foram afastados do cargo, sendo que um deles ficou à frente do Poder Executivo por apenas cinco meses.

Mas a “dança das cadeiras” começou bem antes, em 2017, depois que o então prefeito, Chico Pernambuco, foi morto a tiros na frente da casa onde morava. Depois dele, cinco novos prefeitos já passaram por Candeias do Jamari, em um período de sete anos.

E as mudanças não devem parar por tão cedo. Na tarde desta sexta-feira (19), os vereadores de Candeias do Jamari aprovaram uma resolução que normatiza a realização de uma nova eleição indireta no município.

Veja a cronologia das trocas:

1º prefeito

Chico Pernambuco  — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Chico Pernambuco — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Em 2016, Francisco Vicente de Souza, mais conhecido como Chico Pernambuco, foi eleito prefeito de Candeias do Jamari com 3.361 votos. Seu vice era Luís Ikenohuchi. Os dois foram diplomados em dezembro e assumiram oficialmente a prefeitura em janeiro de 2017.

Três meses depois da posse, Chico Pernambuco foi assassinado na frente da própria residência com dois tiros no peito e um no rosto. Cinco pessoas foram condenadas pela morte. A polícia apontou que a motivação do crime foram discordâncias entre o então prefeito e financiadores de sua campanha.

2º prefeito

Luis Ikenohuchi. — Foto: Reprodução/Facebook

Luis Ikenohuchi. — Foto: Reprodução/Facebook

Depois do crime, o vice, Luís Ikenohuchi, assumiu a prefeitura do município e ficou no cargo por cerca de dois anos, antes de ser afastado em fevereiro de 2019. O afastamento foi decidido pelos vereadores de Candeias do Jamari durante sessão.

A Câmara montou uma CPI para apurar suposto crime de improbidade administrativa cometido pelo prefeito. Por 7 votos a favor e 1 contrário, os vereadores de Candeias do Jamari decidiram pelo afastamento.

3º prefeito

Lucivaldo Fabrício de Melo — Foto: Facebook/Reprodução

Lucivaldo Fabrício de Melo — Foto: Facebook/Reprodução

Após o resultado da sessão, o presidente da Câmara de Vereadores, Lucivaldo Fabrício de Melo, assumiu o cargo de prefeito interino.

Em maio, o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) decidiu convocar novas eleições em Candeias do Jamari. A votação aconteceu no dia 7 de julho de 2019 e o Lucivaldo Fabrício foi eleito prefeito com 39,77% dos votos válidos. O vice-prefeito eleito foi o militar reformado André Silva Bem.

4º prefeito

Prefeito de Candeias do Jamari (RO), Valteir Queiroz  — Foto: Jaíne Quele Cruz/g1

Prefeito de Candeias do Jamari (RO), Valteir Queiroz — Foto: Jaíne Quele Cruz/g1

Em novembro de 2020, aconteceram as eleições municipais regulares. Na ocasião, Valteir Queiroz foi eleito com 46,37% dos votos. O vice escolhido foi Toninho Cerejeiras.

Valteir foi afastado do cargo em junho de 2023, cerca de três anos depois, durante uma operação da Polícia Civil contra corrupção. Na ocasião, ele se tornou suspeito de envolvimento em fraudes em licitações e de falha na prestação de serviços públicos.

Pouco mais de um mês depois da operação, o prefeito teve o mandato cassado pela Câmara Municipal.

5º prefeito

Toninho Cerejeiras — Foto: Redes Sociais/Reprodução

Toninho Cerejeiras — Foto: Redes Sociais/Reprodução

Depois da cassação de Valteir, em julho, seu vice, Antônio Onofre de Souza (PSB), o Toninho Cerejeiras, assumiu a prefeitura de Candeias. Mas a coordenação do novo prefeito não durou muito.

Em novembro de 2023, Toninho Cerejeiras também foi afastado do cargo de prefeito. A assessoria da prefeitura confirmou a mudança do comando do município e destacou que o afastamento do então prefeito foi uma medida decorrente de uma investigações em curso.

A decisão em afastar Toninho Cerejeiras foi tomada durante a sessão ordinária realizada no dia 13 de novembro.

6º prefeito

Aussemir Almeida, presidente da Câmara, assumiu a prefeitura de Candeias — Foto: Facebook/Reprodução

Aussemir Almeida, presidente da Câmara, assumiu a prefeitura de Candeias — Foto: Facebook/Reprodução

Depois de tantas mudanças, Aussemir Almeida assumiu interinamente a prefeitura de Candeias do Jamari. Até então, ele ocupava o cargo de presidente da Câmara de Vereadores.

Seis prefeitos em 7 anos… por enquanto

Em sete anos, seis prefeitos passaram por Candeias do Jamari. Apenas um deles (Lucivaldo Fabrício), conseguiu concluir o mandato. Alguns dos escolhidos ficaram no cargo por menos de cinco meses.

As mudanças causaram indignação na população. No fim do último ano, moradores decidiram protestar colocando lixo na frente da Câmara Municipal. A manifestação aconteceu em revolta pela falta de serviços básicos, como a coleta de lixo, além do descontentamento com a instabilidade política da cidade.

Na tarde desta sexta-feira (19), os vereadores de Candeias do Jamari aprovaram uma resolução que normatiza a realização de uma nova eleição indireta no município. Segundo a Procuradoria Geral, o novo pleito se faz necessário porque o prefeito em exercício, Aussemir Almeida, não foi eleito para o cargo que exerce.

Segundo a Procuradoria, quando há dupla vacância (ausência de prefeito e vice), a Lei Orgânica do município determina que seja feita uma nova eleição. Qualquer cidadão que se encaixe nas leis eleitorais pode montar uma chapa e concorrer.

O novo prefeito e seu vice serão escolhidos pelos vereadores da cidade ainda neste mês. Eles devem ficar no cargo até dezembro de 2024. Depois disso, tomam posse os escolhidos nas eleições gerais municipais que acontecem em outubro deste ano.

Por Jaíne Quele Cruz, Jefferson Carvalho, g1 RO e Rede Amazônica

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias