Governo de Rondônia - Doação de Sangue
Governo de Rondônia - Institucional
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Conheça estudantes de Rondônia que ficaram a 20 pontos de atingir nota máxima na redação do Enem 2023

Ana Isabela e Vitória Mayra, de Porto Velho, alcançaram 980 na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023 e ficaram a 20 pontos da nota máxima. Essas foram as maiores notas conquistadas por alunos de Rondônia na prova de redação.

Ao g1, as estudantes contaram como se prepararam durante todo o ano, conciliando as responsabilidades com a escola e as horas extras de estudo em cursos pré-vestibulares, tudo com o objetivo de alcançar seus desejos profissionais.

Ana Isabela, de 17 anos, se define como uma pessoa persistente, principalmente quando seus objetivos dependem de seu esforço pessoal. Recém-formada no Ensino Médio, ela sonha em cursar Direito e seguir na carreira de Policial Rodoviária Federal (PRF). Para atingir os objetivos, Ana chegou a estudar 12 horas por dia.

Ana Isabela — Foto: Ana Isabela

Ana Isabela — Foto: Ana Isabela

Entre manhãs debruçada nos livros e tardes dedicadas à escola, as noites de Ana Isabela no cursinho pré-vestibular aumentaram seu repertório e, segundo ela, foi o que mais ajudou a alcançar a nota alta na redação.

No dia da prova, Ana Isabela e o relógio correram uma hora adiantados no tempo, pois a ansiedade era enorme. No silêncio da sala, quando as mãos folhearam o caderno de provas e os olhos puderam ler o tema da redação, Ana ficou em choque.

“Em edições anteriores, o susto com o tema esteve presente, mas eu consegui desenvolver o texto rápido. Nesse ano, eu passei 30 minutos raciocinando o que iria escrever, pois era um assunto que foi pouco falado e que eu não imaginava que iria cair, mas depois de um tempo pensando, apliquei a técnica que eu aprendi e consegui desenvolver o assunto“, conta.

O nervosismo não cessou quando Ana Isabela escreveu seu último parágrafo, entregou o caderno de prova e deixou a sala naquele domingo. A curiosidade sobre a nota que havia alcançado a acompanhou até ás vésperas da divulgação das notas.

Quando abriu o site para ver o resultado, Ana Isabela ficou desacreditada e verificou duas vezes para ter certeza.

“Eu fiquei muito feliz. Naquele momento, eu soube que quando nós temos foco e disciplina, podemos conseguir realizar todos os nossos sonhos”, relata.

Nota da Ana Isabela — Foto: Ana Isabela

Nota da Ana Isabela — Foto: Ana Isabela

Vitória Mayra tem 18 anos e está decidida em seguir sua carreira profissional como médica. Exímia praticante, essa foi a 4° edição do Enem que ela fez. O ano de 2023 abusou dos limites cognitivos da estudante, que saía 7h da manhã de casa para a escola e só retornava às 23h, brigando com o relógio para organizar as horas entre as atividades da escola e a preparação para o Enem.

No dia da prova, o tema da redação abriu um leque de interpretações para Vitória, que não imaginava que o assunto poderia ser aquele.

Vitória Mayra — Foto: Vitória Mayra

Vitória Mayra — Foto: Vitória Mayra

“Eu achei que o tema poderia ser sobre assuntos voltados ao lixo eletrônico ou sobre agricultura familiar, mas apesar do susto, não fui pega totalmente de surpresa, pois pratiquei a produção de redações durante o ano inteiro e fiquei tranquila”, diz a estudante.

Quando as notas foram divulgadas, Vitória esperava um bom resultado, mas se surpreendeu; a realidade superou suas expectativas.

Nota da redação de Vitória Mayra Da Silva Souza — Foto: Reprodução

Nota da redação de Vitória Mayra Da Silva Souza — Foto: Reprodução

“Eu chorei de emoção, fiquei muito feliz”.

Em uma conta de divisão simples, Vitória reparte a nota e dedica a todos os professores que a acompanharam desde seu ensino fundamental e a sua irmã que dava forças e instigava sempre a produzir redações, cada vez com mais empenho.

Vitória também dedica o resultado a equipe médica que, em 2023, esteve presente na sua vida quando a aluna foi diagnosticada com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e também ao Instituto Federal de Rondônia (IFRO), que a preparou para alcançar esse resultado.

*Estagiário do g1 sob supervisão de Jaíne Quele Cruz

Por Marcos Miranda*, g1 RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias