Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
quinta-feira, abril 25, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Homem de 54 anos é assassinado a tiros em Vilhena após discussão no pátio de posto; conheça a sua história

Na tarde desta segunda-feira, 26 de fevereiro, um trágico incidente ocorreu no pátio do Posto Tertuliano, localizado na avenida Paraná, em frente à BR 364, em VilhenaValdine Martins Freire, um caminhoneiro de 54 anos, foi brutalmente assassinado a tiros após uma discussão com um homem ainda não identificado.

Segundo relatos, Valdine estava descansando dentro de seu caminhão quando o agressor se aproximou e bateu na porta. Ao abrir, Valdine foi alvejado e, mesmo tentando correr, não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. Curiosamente, ele estava usando apenas meias, sem os sapatos, no momento do ataque.

O entrevistado, um amigo próximo de Valdine, compartilhou detalhes sobre a vida da vítima. Valdine havia trabalhado em fazendas, serrarias e até mesmo em um supermercado em Chupinguaia antes de se mudar para Vilhena há mais de uma década. Aqui, ele se tornou caminhoneiro e viajou por todo o Brasil.

A vida de Valdine não foi fácil. Ele foi abandonado pela esposa quando seus filhos ainda eram pequenos. Determinado a proporcionar-lhes educação, Valdine trabalhou incansavelmente. Sua filha se formou em medicina veterinária, e seu filho, também com curso superior, trabalha no frigorífico JBS em Vilhena.

O amigo de profissão de Valdine descarta a possibilidade de sua morte estar relacionada a alguma facção criminosa. Ele descreve Valdine como uma pessoa sistemática, mas justa e correta nos negócios. Embora as investigações ainda estejam em andamento, a briga de facções não parece ser a motivação.

Quanto às dívidas, o amigo argumenta que Valdine não costumava dever a ninguém nos negócios que realizava. No entanto, se a morte estiver relacionada a alguma dívida, pode ser que alguém estivesse em débito com ele.

De forma irônica, Valdine abandonou as estradas há cerca de três anos, considerando-as muito violentas, e comprou seu próprio caminhão para levar uma vida mais tranquila. Em Vilhena, ele realizava pequenos fretes, incluindo o transporte de sal e outros produtos agropecuários para fazendas da região.

O amigo, que recentemente conversou com Valdine, acredita que as câmeras de segurança do posto podem ter registrado o crime e ajudar a identificar o autor.

Os familiares do caminhoneiro já estão em Vilhena para cuidar do velório e sepultamento. O corpo foi recolhido pela funerária Santo Cristo.

Que a justiça seja feita e que a memória de Valdine Martins Freire seja honrada. 🕊️

POR: FOLHA DO SUL ONLINE* EDIÇÕES | PLANETA FOLHA

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias