Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
Governo de Rondônia - Institucional
terça-feira, junho 25, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Fiscalização flagra raio-X quebrado e falta de profissionais de plantão nas UPAs e hospital em RO

Uma nova fiscalização em unidades de saúde de Porto Velho, realizada neste sábado (9), detectou diversas irregularidades. A inspeção foi realizada pelo Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE-RO).

Durante as inspeções, foi evidenciada a ausência de profissionais da saúde, configurando o descumprimento da carga horária estabelecida para o atendimento adequado à população.

Além disso, foram detectados outros problemas já apontados em fiscalizações anteriores. Na unidade de saúde Ana Adelaide, por exemplo, foi constatado que o aparelho de raio-X estava quebrado, havia falta de insumos básicos e o tempo de espera para a realização de exames era significativo.

Durante vistoria nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) das Zonas Leste e Sul da capital, foi observada a necessidade urgente de reforço no número de profissionais de saúde. Já no Hospital José Adelino, a fiscalização identificou problemas na infraestrutura.

Os servidores do TCE també destacam que outro ponto foi a falta de redimensionamento adequado da mão de obra especializada para atendimento. Algumas unidades apresentavam sobrecarga de profissionais, enquanto outras enfrentavam a escassez de pessoal.

No que diz respeito ao Hospital João Paulo II, foi constatado que durante o plantão noturno algumas especialidades não contavam com profissionais de saúde disponíveis. Além disso, o sistema de contato utilizado para chamadas apresentava falhas, resultando em respostas aleatórias ou ausência de atendimento.

De acordo com o TCE, o sistema de raio-X do pronto-socorro também estava em manutenção, obrigando a equipe do pronto-socorro a transferir pacientes para outras unidades a fim de realizar o procedimento.

Fiscalização do TCE-RO em unidades de saúde — Foto: Divulgação

Fiscalização do TCE-RO em unidades de saúde — Foto: Divulgação

Quanto às escalas de trabalho, foi observado que o sistema atual é deficiente e não permite uma visualização clara das escalas disponíveis, o que compromete o planejamento e a organização do atendimento nos hospitais e unidades de saúde.

Próximos passos

De acordo com o presidente do Tribunal de Contas, Wilber Coimbra, diante das constatações de falhas no sistema de saúde, principalmente nas unidades de pronto-atendimento, o TCE convocou uma reunião com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de Porto Velho. O objetivo é exigir medidas imediatas para resolver os problemas identificados na inspeção.

A reunião deve ocorrer neste fim de semana ou no início da próxima semana. Todas as informações levantadas na fiscalização serão compiladas em um relatório técnico detalhado.

TCE identifica escalas ‘conflitantes’ e ausência de plantonistas em unidades de saúde durante carnaval em RO

TCE identifica escalas ‘conflitantes’ e ausência de plantonistas em unidades de saúde durante carnaval em RO

Saiba mais

O TCE informou que esse documento será encaminhado aos conselheiros relatores da área de saúde, assim como aos gestores municipais e estaduais responsáveis pelas unidades fiscalizadas.

Além disso, o relatório será enviado às instâncias responsáveis pelo acompanhamento e execução das políticas públicas de saúde, como os conselhos sociais, órgãos de controle interno, e Ministério Público.

g1 tenta contato com a Semusa e com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) sobre a inspeção feita pelo TCE.

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias