Governo que Faz  -  Governo de Rondônia
Governo que Faz  -  Governo de Rondônia
domingo, outubro 1, 2023
Prefeitura de Pimenta Bueno

Diesel volta a ficar mais barato que a gasolina pela 1ª vez desde junho de 2022 em RO

COVID-19  -  Governo de Rondônia

Após um ano nas alturas, o preço médio do diesel voltou a ficar mais barato que a gasolina nos postos de Rondônia. É o que revela a pesquisa Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgada nesta segunda-feira (29).

De acordo com o órgão regulador, entre 20 e 27 de maio, o diesel passou a custar R$ 5,69, enquanto a gasolina no estado fechou o mês sendo vendida por R$ 5,79, em média.

O óleo diesel tinha se tornado mais caro que a gasolina desde junho de 2022, quando o motorista chegou a desembolsar R$ 8,71 pelo litro.

No entanto, a partir de janeiro deste ano, o valor do combustível passou a cair gradativamente. Segundo o órgão regulador, em janeiro o diesel estava acima dos R$ 7, mas fechou fevereiro já com leve queda, custando R$ 6,76.

Entretanto foi nesta última semana de maio que, pela primeira vez em um ano, o litro ficou abaixo dos R$ 6 (veja no gráfico abaixo).

Levantamento do fim de maio

A ANP também trouxe mais informações neste levantamento foi feito entre 20 e 27 de maio em mais de 60 postos do estado. Segundo o órgão regulador, o preço médio é calculado com base no que é cobrado dos consumidores tanto na capital Porto Velho quanto nos municípios do interior de Rondônia.

▶️ Gasolina: o combustível fechou o mês custando R$ 5,79

  • Por mais de dois meses, o valor ficou na casa dos R$ 6 devido à reoneração feita pelo governo federal. Na semana retrasada, o valor caiu para R$ 5,98 e, agora, para R$ 5,79, uma queda de 3,17%.
  • Atualmente, o preço máximo do combustível encontrado nos postos pesquisados é de R$ 5,99.

▶️ Diesel: o valor caiu pela 7ª semana seguida, custando agora R$ 5,69

  • Em seis semanas, o valor do diesel ficou 10% mais barato no estado de Rondônia.
  • Segundo a ANP, mesmo com a redução geral, nesta semana um posto vendeu o combustível por R$ 7,39.

▶️ Etanol: o valor do litro caiu para R$ 4,89, após se manter por três semanas em R$ 4,90

  • Segundo a ANP, o valor médio do litro fechou abril custando R$ 4,87, e nesse mês de maio custou centavos a mais.
  • Entre os postos pesquisados, o preço mais baixo encontrado foi R$ 4,36.

Tendência de queda

Os preços da gasolina e do diesel devem continuar caindo. Isso porque a refinaria da Amazônia (Ream), que atende o estado de Rondônia, anunciou em 19 de maio a redução média nos preços.

Segundo nota divulgada, o preço da gasolina deve cair 3,35%, enquanto no óleo diesel a redução deve ser de 3,91% a 4,08%.

A refinaria da Amazônia divulgou o reajuste três dias após a Petrobras anunciar redução e mudar as regras. A partir de agora, a Petrobras não segue mais a política de paridade de importação, onde o preço dos combustíveis era definido com bases nas oscilações do dólar e do preço do petróleo no mercado internacional.

A estatal terá como base para definir seus preços duas principais referências, o Custo Alternativo do Cliente, que na prática é a relação entre os preços ofertados pela Petrobras e o preço de substitutos, como o etanol e o preço da concorrência.

Desde o início de março havia ocorrido uma alta no preço médio dos combustíveis, causado pela reoneração feita nacionalmente.

A reoneração parcial dos impostos vale por quatro meses, até junho. Ela só será mantida no segundo semestre caso o Congresso decida converter a medida provisória em lei.

Política de preços

A Petrobras anunciou uma mudança na sua política de preços. Desde então, a estatal não obedece mais à política de paridade internacional (PPI), que reajustava o preço dos combustíveis com base nas variações do dólar e da cotação do petróleo no exterior.

Agora, a empresa levará dois pontos como referência para a determinação dos seus preços:

  • o custo alternativo do cliente, como valor a ser priorizado na precificação;
  • o valor marginal para a Petrobras.

A medida passou a valer no dia seguinte, mas leva um tempo até que os reflexos sejam percebidos, de fato, nos postos.

Vale lembrar que os preços praticados pelos postos de combustíveis também levam em conta, além dos impostos, o lucro das distribuidoras e de revendedoras

  • A redução no preço da gasolina pela Petrobras foi de R$ 0,40 por litro, queda de 12,6%;
  • A redução no preço do diesel pela estatal foi de R$ 0,44 por litro, queda de 12,8%.

Fonte: g1-RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias