Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
terça-feira, abril 23, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Novo PAC deve investir quase R$ 30 bilhões em RO: construção da Ponte Binacional está entre as obras

O Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) anunciado na manhã desta sexta-feira (11) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai investir R$ 29,6 bilhões em obras em Rondônia.

No conjunto de projetos contemplados, alguns já foram divulgados pelo governo federal, como a construção da Ponte Binacional, que ligará o Brasil à Bolívia. Além disso, outras obras foram anunciadas, como:

  • Travessia Urbana de Ji-Paraná;
  • Aeroporto de Ji-Paraná;
  • Moradias do Minha Casa, Minha Vida.

No estado, o maior investimento será na parte de educação, ciência e tecnologia, onde R$ 14,7 bilhões serão investidos. A segunda área será a de transportes, onde R$ 5 bilhões serão investidos. A área com menos investimento será a de infraestrutura social, com R$ 300 milhões.

Das obras divulgadas, algumas já estão em andamento, como a ampliação do serviço de saneamento básico e construção de creches e escolas em diversos municípios.

O PAC contemplará a retomada de obras paradas, aceleração de obras em andamento e novos empreendimentos.

Os projetos serão divididos em sete grandes áreas: transportes; infraestrutura urbana; água para todos; inclusão digital e conectividade; transição e segurança energética; infraestrutura social e defesa.

Veja como será feito o investimento em cada área:

  • Inclusão digital e conectividade: levar internet de alta velocidade a todas as escolas públicas e unidades de saúde. Além de expandir o 5G, vai levar rede 4G a rodovias e regiões remotas. O investimento no estado é de R$ 1,3 bilhões.
  • Saúde: construção de novas unidades básicas de saúde, policlínicas, maternidades e compra de mais ambulâncias para melhorar o acesso a tratamento especializado. Além disso, deve investir no complexo industrial de saúde, fortalecendo a oferta de vacinas e hemoderivados e também em telessaúde para aumentar a eficiência em todos os níveis de atendimento à população. O investimento no estado é de R$ 500 milhões.
  • Educação, ciência e tecnologia: construção de creches, escolas de tempo integral e a modernização e expansão de Institutos e Universidades Federais. O investimento no estado é de R$ 14,7 bilhões.
  • Infraestrutura social e inclusiva: garantir acesso da população a espaços de cultura, esporte e lazer, apostando no convívio social e na redução da violência. O investimento no estado é de R$ 300 milhões.
  • Cidades sustentáveis e resilientes: novas construções de moradias do Minha Casa Minha Vida e financiar a aquisição de imóveis. Investimentos também na modernização da mobilidade urbana de forma sustentável, em urbanização de favelas, esgotamento sanitário, gestão de resíduos sólidos e contenção de encostas e combate a enchentes. O investimento no estado é de R$ 1,7 bilhões.
  • Água para todos: garantir água de qualidade e em quantidade para a população. Investimentos em recursos hídricos, na revitalização das bacias hidrográficas, em ações integradas de preservação, conservação e recuperação. O investimento no estado é de R$ 2,2 bilhões.
  • Transporte eficiente e sustentável: investimentos em rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e hidrovias a fim de reduzir os custos da produção nacional para o mercado interno e elevar a competitividade do Brasil no exterior. O investimento no estado é de R$ 5 bilhões.
  • Transição e segurança energética: busca por energia elétrica de fontes renováveis, investimentos no pré-sal, garantir a diversidade da matriz energética, a soberania brasileira, a segurança e eficiência energética. O investimento no estado é de R$ 400 milhões.
  • Inovação para a indústria da defesa: equipar o país com tecnologias de ponta e aumento da capacidade de defesa nacional. O investimento no estado é de R$ 3,5 bilhões.

Fonte: g1-RO

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias