Governo de Rondônia - Institucional
domingo, julho 14, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Justiça concede liberdade provisória à mulher que matou marido pastor em Porto Velho

O juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, de Porto Velho, José Gonçalves da Silva Filho, concedeu no início da tarde desta quarta-feira (6), liberdade provisória para Suelen N.M., 37 anos, que confessou ter matado o marido, o pastor Francisco Vieira Gomes, 39 anos, em uma propriedade, localizada na Linha H46, gleba 42, na zona rural do distrito de Jaci-Paraná, em Porto Velho.

A mulher alegou aos policiais que sofria muito com o casamento, sofrendo com vários abusos, inclusive sexuais, destacando que ficou descontrolada durante uma discussão com ele.

Ela foi detida, juntamente com um irmão que queria tirá-la da propriedade rural momentos após o crime. No Departamento de Flagrantes foi presa, mas o juiz acatou os argumentos da Defensoria Pública e a colocou em liberdade provisória.

Briga

Segundo a mulher, nesta terça-feira, eles iniciaram uma discussão. Durante a briga, Suelen disse que se descontrolou, pegou uma faca e desferiu um golpe no peito do marido.

Mesmo ferido, Francisco ligou para um pastor pedindo ajuda.

A testemunha foi até o imóvel, mas quando chegou no local, a vítima estava caída no quintal da propriedade e sem sinais vitais. Suelen estava na porta da residência, com a faca na mão e gritava afirmando que iria tirar a própria vida.

Uma equipe do Samu ainda foi até o endereço, mas quando chegou Francisco já estava morto.

Quando os policiais militares chegaram na propriedade, eles flagraram o irmão de Suelen tentando tirá-la da propriedade.

Questionado, ele disse que foi até o local, após ser informado que a irmã teria assassinado o esposo. O homem afirmou ainda, que sabia que Suelen estava sendo ameaçada pelo cunhado e que por isso foi até a propriedade.

Fonte: Rondoniagora

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias