Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
Governo de Rondônia - Institucional
terça-feira, junho 25, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

70% das vítimas de violência sexual em nossa região têm até 14 anos de idade, diz pesquisa

As mulheres que residem na área da Amazônia Legal enfrentam uma proporção mais elevada de violência sexual e homicídios em comparação com outras regiões do país.

A cada 10 vítimas, sete são meninas com até 14 anos de idade, conforme revelado pelo relatório “A violência contra mulheres na Amazônia Legal nos últimos cinco anos em comparação com o restante do país”, recentemente divulgado.

Durante o período de cinco anos, de 2019 a 2023, houve uma diminuição de 2% nos homicídios dolosos de mulheres na Amazônia Legal, em contraste com uma redução de 12% no restante do Brasil.

Por outro lado, a violência não letal, que engloba agressões físicas, sexuais, psicológicas e patrimoniais, aumentou em 47% na região, enquanto nos outros estados do país esse aumento foi de 12%.

Os casos de violência patrimonial contra mulheres cresceram 62% na região, em comparação com um aumento de 51% no país como um todo. A violência psicológica na Amazônia Legal registrou um aumento significativo de 82%, enquanto no restante do país foi de 14%.

Os incidentes de violência política aumentaram em 142% nos últimos cinco anos, com o Amazonas liderando em número de casos (135), seguido pelo Pará (76). Além disso, houve um aumento de 37% nos casos de violência física na região, em comparação com apenas 3% no restante do país.

A diretora de pesquisa do Instituto Igarapé, Melina Risso, destaca a necessidade de compreender melhor essa realidade para elaborar políticas públicas eficazes.

Ela ressalta que “a violência contra as mulheres na região está intimamente ligada aos conflitos socioambientais históricos e às camadas adicionais de violência, incluindo crimes ambientais e o aumento da violência relacionada ao tráfico de drogas”.

Para abordar essas questões, o Instituto Igarapé lançou a plataforma “Mulheres na Amazônia: Conflitos e Violências”, que apresenta dados sobre diferentes formas de violência enfrentadas por mulheres na região, abrangendo não só o Brasil, mas também a Colômbia e o Peru.

Essa plataforma oferece insights sobre conflitos socioambientais, como disputas por terra e água, além de destacar as pressões territoriais, como mineração e projetos hidrelétricos.

Fonte: https://www.rondoniaovivo.com/noticia/policia/2024/03/26/mulheres-70pct-das-vitimas-de-violencia-sexual-na-amazonia-tem-ate-14-anos-diz-pesquisa.html

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias