Governo de Rondônia - Institucional
Governo de Rondônia - Doação de Sangue
sábado, junho 22, 2024
Prefeitura de Pimenta Bueno

Rondônia já registrou mais de 200 casos de violência contra idosos em 2023

Rondônia registrou 227 denúncias de violência contra idosos até junho deste ano, de acordo com dados divulgados pelo Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania.

No mês de junho é lembrado o combate à violência contra a pessoa idosa, e a campanha que é marcada pela cor violeta tem o objetivo de criar consciência social e política contra a prática desse tipo de violência.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um a cada seis idosos são violentados no mundo. Em 2023 no Brasil, foram registradas mais de 53 mil denúncias. Dessas, 2.608 foram na região Norte.

Número de denúncias

  1. Amazonas 961
  2. Pará 867
  3. Tocantins 275
  4. Rondônia 227
  5. Acre 136
  6. Amapá 86
  7. Roraima 56

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificou que até março deste ano a população idosa do Norte representava cerca de 2 milhões de pessoas. Em um panorama nacional, pessoas a partir dos 60 anos somaram 33,1 milhão de pessoas.

Tipos de Violência

Pesquisa da UFMG mapeia perfil de idosos vítimas de violência — Foto: Cristian Newman/Unsplash/Divulgação

Pesquisa da UFMG mapeia perfil de idosos vítimas de violência — Foto: Cristian Newman/Unsplash/Divulgação

Existem quatro tipos de violência contra a pessoa idosa, sendo: física, por negligência, abandono ou financeira.

A violência financeira é qualquer espécie de conduta exploratória de utilização do benefício do idoso, como se apropriar do cartão da aposentadoria ou fazer empréstimos no nome do idoso sem consentimento.

Violência física é praticada por meio de agressões e maus tratos, que podem ser acarretadas a negligências de saúde e abandono de incapaz.

Como denunciar

Denúncias podem ser feitas por telefone, WhatsApp, Telegram, e-mail, pelos sites de órgãos públicos, pelo aplicativo Direitos Humanos, e até mesmo, indo diretamente nas sedes dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Em Porto Velho o Creas fica localizado na avenida Pinheiro Machado, 1718, bairro São Cristóvão.

Também é possível ligar para os seguintes números:

  • Disque 100
  • Disque 190

Atualmente no Brasil, a pena para quem comete esse tipo de crime varia entre 2 meses a 1 ano de reclusão em unidade prisional. Dependendo do nível de gravidade da violência a pena pode ser maior.

Por g1 RO e Rede Amazônica

Mais Lidas

Mais Notícias

spot_img

Últimas Notícias